quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

............ Frédéric Chopin ..............



=O

Pessoal....... essa pequena mocinha tem seis(06) anos de
idade...

É por essas e por outras que eu (ainda) tenho fé na humanidade...
Coisas boas ainda estão por vir...

Tudo bem que sou fã do F.Chopin... e ela engole uma e outra nota
, dá umas pequenas erradinhas no
staccato e nas pausas mas, bem, ela tem apenas
SEIS ANOS.... imaginem ela

executando essa obra daqui a uns 15 anos.... com toda carga emocional
que terá adquirido ao longo das vida e que colocará na música, aprimorando ainda mais o
sentimentalismo que Chopin evocou nessa (e noutras tantas) inesquecível sonata !!

Abraços à todos!


P.S.: Fryderyk Franciszek Szopen (em polonês... sua naturalidade)
ou
Frédéric François Chopin (em francês, pois fez sua carreira na França)

Prußian

15 comentários:

Francisco disse...

Por uma dessas incríveis coincidências, ontem à noite escutei a "Polonaise" de Chopin. É uma das minhas preferidas.
Hoje pela manhã, entro no seu blog e me deparo com este belo post.
Parabéns pelo bom gosto.
Grande abraço!

Prussiano disse...

Olá, Francisco.... pois é.... a obra de um gênio executada pelas mão da inocência de uma criança!
Bacana né !?

Sabe , eu sou daqueles que (ainda), ao ver um gesto (mesmo que do cotidiano) e ouvir determinadas melodias, me emociono, tanto a ponto de rolar uma lágrima... e, essa melodia, tem essa capacidade comigo...

... pelo visto, temos um gosto (pelo menos o musical) parecido...
hehe

Abração....

Ah... eu não esqueci da receita viu... vou publicar....

João Eduardo Q. C. disse...

Dá pra notar que você entende de música, porque eu não iria perceber se a garotinha engoliu umas notas e deu umas erradinhas nos 'staccatos' e pausas. Você toca piano, Alex?

"Remember that piano...
I Like Chopin!"

(Gazebo - 80's)

Abraços!

Prussiano disse...

Oi, João...

Pois é rapaiz, tenho uma formação musical até bem razoável. Meu pai, qdo eu era menino, me colocou numa escola de música. Estudei alguns anos... bem, cinco anos e meio para ser mais exato..rsrs... mais tarde, por minha conta, esudei numa escola aqui, em Porto Alegre, violão clássico e, sempre pedia pro professor me dar algumas partituras de guitarra espanhola, pois sempre gostei muito do ritmo ibérico! Nessa foi mais cerca de um ano e meio. Contudo, com o tempo, a realidade bate à porta e, por causa da minha profissão (que não tem nada a ver com música) tive que deixar minha parte musical de lado para 'ganhar a vida'.

Obs.: lembo bem do 'Gazebo' hehehe...

abração, João!

Wiedersehen!

João Eduardo Q. C. disse...

Que beleza, 7 anos de estudos musicais! Eu, por conta própria, comecei a estudar flauta-doce acho que na 6a. ou 7a. série do ginásio pois a nossa professora de história se ofereceu pra quem quizesse na hora do recreio. Lá fui eu... Tenho a flauta da época e ainda sei tocar aquela 'Quero ver você não chorar, não olhar pra trás, nem se arrepender do que faz.". (Rs) Só essa também. :/
A professora Sulamita tocava clássicos assim como Noturno que a gente babava. Bem, pelo menos os poucos que tomaram aula com ela.
Qualquer hora, dá uma palhinha pra gente. ;)

Abraços e uma ótima quarta!

Dalva M. Ferreira disse...

Infelizmente, música era coisa pra rico. Para o pobre, sobrava a datilografia. Plec plec plec! Mas vamos dar uma de polyanna e ficar contentes porque podemos ouvir Chopin.

João Eduardo Q. C. disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... A Dal foi hilária! E eu fiz curso de datilografia. Coisa de pobre mesmo, mas me garantiu alguns empregos por fazer um bom plec plec plec. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

Cadê você, Alex?
Vê se não me vai fazer pluft da blogosfera, hein!?

Grande abraço!

Prussiano disse...

Oi João....

Não sumi não.... tô dando um tempo.... rsrsr...

estou sempre por aqui mas tô sem 'pilha' de escrever..... rsrs

Abração pra vc e obrigado por se preocupar !!

Não sei aí, mas aqui em PoA tá um calooooooorrr dos inferno.... hoje tá 38ºC, mas juro que parece uns 45ºC .... ninguém merece!!

CarolBorne disse...

Super Ale, toda a vez que vou correr na Redenção tem uma galera de bike por ali. Como sou uma moça 'recatada' não tive coragem de gritar teu nome pra ver se tu estavas por perto. Hehehe! Temos que combinar um código! :P
Beijo!

PS: Amo Chopin!

João Eduardo Q. C. disse...

Oi, Alex. Passei por aqui.

Amigo Jonny, o eletronic. (Rs)

Abs

João Eduardo Q. C. disse...

Bom dia, Alex!

Espero que a falta de tempo para blogar esteja fazendo sua conta bancária explodir de tanto money! (Rs)

Noutro dia, eu e a Tan estávamos num hipermercado e eu fiquei 'horas' experimentando capacetes de ciclistas. Eu me divertindo experimentando os modelos e a Tan com o mó tédio. (Kikikikikiki...) Óbviamente, o que me fez para num corredor desse tipo de produto foi lembrar de você. ;)

Grande abraço!

Larissa Bohnenberger disse...

Incrível!
Não adianta, talento nasce com a gente, ou então nada feito.
Bjs!

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Oi musicista....rsrsrs.
Saudade, onde anda meu lastprussian predileto?
A menina arrasa né?
Imagina só, com essa idade, já foi tocada.

Larissa Bohnenberger disse...

Volta Alê!!! Volta pra nós!!! Rsrsrs!

João Eduardo Q. C. disse...

Alex, como vai?

Manda um sinal de fumaça, um tamborgrama, qualquer sinal...

Abs